Arte em casa é um ateliê bem pequeno, mas grande em dedicação e idéias. Em cada peça que pinto coloco amor e carinho. São todas muito especiais !! Aqui quero repartir com vocês o dia a dia do ateliê. A novidade de 2012 é que as peças pronta entrega agora estão a venda pelo site http://www.arteemcasa.divitae.com.br/ e não mais aqui no blog. Para saber sobre peças disponíveis para encomenda, é só entrar em contato pelo email adriana.pires@hotmail.com

Sejam muito bem vindas(os) !!

terça-feira, 7 de julho de 2009

Oiiiii
Que saudade!!!
Estou sem internet em casa, e com a correria da reforma que está na metade não tenho tido tempo pra quase nada.
Hoje tirei um tempinho, estou aqui na casa da mamis e aproveitei pra deixar um recadinho para as amigas e amigos blogueiros.
Agradecer mais uma vez aos comentários sempre muito carinhosos, e que se Deus quiser daqui
um mês , eu espero, estarei na ativa de novo, com ateliê novo e tudo. Gente... não vejo a hora!!!
Bjxxxxxx carinhosos
Até breve!!!

6 comentários:

Bete e Luciana disse...

Oi dona moça tudo bem?????????? Estou esperando o proximo bazar para ficar fofocando com você.
Beijos da Lú.

Lourdes Sabioni disse...

Ok,Ok...vamos esperando! Bjs

Vera disse...

Volta logo Drix!!!!!!
bjo

bia disse...

drix
hoje e dia do amigo e por isso passei por aqui para te desejar
que seu dia seja simplismente maravilindo com muito carinho beijocas da sua amiga virtual
bia...

Michelle disse...

Parabéns seu trabalho é lindo, e mais que isso percebi uma coisa que nunca havia percebido em lugar algum,
Olhando o seu trabalho me passou um amor em cada detalhe, incrivel mesmo!
E vc está de parabéns tem talento mesmo!
Bjim

Ana Karina Maganha disse...

Te linkei no meu blog (entre os meus favoritos), ok?
Bjs!!!

dente de leão

dente de leão

Presente

Um dia, eu quis ser dente-de-leão. Desses que nascem em qualquer quina, em qualquer esquina, em qualquer calçada. Eu quis ser insistente, como quem rompe o asfalto para provar ser existente. Eu quis ser dente-de-leão para acabar na mão daquela criança Que foi até a esquina buscar a bola, ou que corria atrasada pra escola, E assim ser arrancado do solo áspero E ser soprado, Libertado, Liberado no ar como uma alegria certa Pra renascer em lugares diversos. Sim, eu quis ser ar, eu quis ser verso. Um dia, eu quis ser livre em meio às ruas da cidade, Eu quis ser livre. Um dia, eu quis ser. By Arthur Netto, 7/10/2005


Obrigada pelo presente...maravilhoso...me fez chorar de tão bonito...me fez chorar de saudade!
Que sorte a nossa!

visitas do mundo

free counters

Obrigada pela visita !!!